LIVRE DA MENTE, LIVRE DE SI

LIVRE DA MENTE, LIVRE DE SI

    Por Satyaprem     A pauta da mente é não ter um Mestre, é “ser livre”; ela quer ser livre para permanecer inconsciente. Mas se olharmos de outra perspectiva, quando se entrava numa ordem de meditação, como a Zen, por exemplo, toda a sua “liberdade” era perdida. “Você” – a mente – não podia mais isso, não podia mais aquilo, nem aquele outro. Esses três pilares são fundamentais: nem isso, nem aquilo, nem…

Leia mais...

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

    Por Anna Salustiano     Biblioteca de Camões Uma das mais bonitas que já vi nestas terras de cá, é a que recebe o nome do autor do poema: “Os Lusíadas”, do maior representante do Classicismo Português, Luís de Camões. Localizado bem no centro de Lisboa, no Largo do Calhariz, 17, o prédio poderia passar despercebido em meio aos outros se não carregasse consigo um banner discreto em que diz: Bem vindo a…

Leia mais...

OS OLHOS SÃO VISÍVEIS AO INVISÍVEL AOS OLHOS

OS OLHOS SÃO VISÍVEIS AO INVISÍVEL AOS OLHOS

    Por Satyaprem     Proponho, incansavelmente, que veja como o “aparecer” é sólido. Todos tentam, de alguma maneira, aparecer, pois se não aparecer, “você” é ninguém. Exatamente por isso o nosso encontro traz um propósito implícito que não é aparecer, é desaparecer. Você, na sua intimidade, desaparecendo para si mesmo. Tendo pelo menos um vislumbre de que tudo aquilo que você parecia ser, não é. Colocando em perspectiva: o corpo não vai desaparecer,…

Leia mais...

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

  Por Anna Salustiano   Mosteiro dos Jerónimos acalma e sossega o olhar O encantamento começa quando de longe avistamos partes daquela construção imponente. A contemplação do Mosteiro dos Jerónimos que é considerado por muitos como a joia da arquitetura manuelina, se dá quando chegamos em Belém, lugar conhecido também pelos famosos e deliciosos pasteis. O Mosteiro integra elementos do gótico e do renascimento, e associa-se ainda a uma simbologia naturalista que deixa os nossos…

Leia mais...

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

  Por Anna Salustiano   Os Carmelitas no Mundo Português é tema da exposição que está na Biblioteca Nacional Foi a primeira exposição escura que vi em Portugal. Do lado de fora, um aviso na porta dizendo aberta, mas não se via movimento de ninguém, nem luzes no interior do espaço. Ao olhar aquilo, foi que fiquei mais curiosa e aproximei-me para encostar no vidro e tentar ver alguma coisa. Ao lado da porta de…

Leia mais...

DESPERTA: NEM VOCÊ, NEM SENTIDOS

DESPERTA: NEM VOCÊ, NEM SENTIDOS

    Por Satyaprem   Muito se tem falado em “despertar”, mas você sabe o que isso significa? Despertar significa sair da ilusão de quem você pensa ser e voltar-se à verdade daquilo que somos originalmente. Esse é um trajeto muito curto, no entanto, muito difícil, porque você se identifica com aquilo que pensa. E você não quer soltar o que pensa, porque se não pensar o que você pensa, quem é você? Mas esse…

Leia mais...
1 2 3 165