Cineasta pernambucano vem se consolidando no gênero cinematográfico TERROR

.

Lula Magalhães lançou seu primeiro trabalho independente em 2014 e de lá pra cá não parou mais. Mesmo sem incentivos públicos e privados, diretor usa a criatividade para manter-se produzindo

 

Natural da Cidade de Catende, Zona da Mata Sul do Estado, Luiz Eduardo da Silva Costa Magalhães ou Lula Magalhães, de 32 anos, é cineasta, roteirista, fotógrafo e montador. Um homem de mil utilidades, como o mesmo se alto define. Há dois anos, lançou seu primeiro curta metragem, “Mandala Night Club”, história que conta a trajetória de um serial-killer recifense que age pelas ruas do centro do Recife em busca de garotas de programas, suas principais vítimas.

O trabalho foi indicado para alguns festivais de cinema, como: Grotesc O Vision Internacional Film, Festival em Curitiba/PR, Cine de Bordas do Itaú Cultural, em São Paulo/SP e o Cine Jardim, na cidade de Belo Jardim, no agreste pernambucano. Logo em seguida, vieram outros curtas, “Invasor, Indutor e O Pequeno Baú”, todos voltados ao estilo cinematográfico do terror. Com Invasor, Magalhães concorreu ao prêmio de melhor curta metragem no Fantaspoa, maior evento de cinema de fantasia da America Latina. Recentemente teve um de seus trabalhos selecionado para concorrer ao prêmio de melhor filme no Cine Fantasy, em São Paulo, considerado um dos maiores festivais do gênero fantástico no mundo.

Lula Magalhães também exibiu um de seus curtas no Festival de Cinema de Caruaru, Pernambuco e na Mostra Monstro de Cinema, em Jacareí, em São Paulo, além de participar do Festival Cultural Mondo Estronho de Curitiba. Para este semestre, Magalhães objetiva rodar mais três roteiros e finalizar as filmagens de “O Pequeno Baú”. Também planeja para o mês de agosto deste ano, a realização da mostra Lula Magalhães, que irá acontecer no dia 27, às 15h, na Aurora Filmes, localizado na Rua da Aurora. Na programação haverá exibições de curtas e um debate sobre o futuro do audiovisual em Pernambuco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe seu comentário