Sombrinha de Frevo.

A SOMBRINHA - Outro elemento complementar da dança, o passista à conduz como símbolo do frevo e como auxílio em suas acrobacias. A sombrinha em sua origem não passava de um guarda-chuva conduzido pelos capoeiristas pela necessidade de ter na mão como arma para ataque e defesa, já que a prática da capoeira estava proibida. Este argumento baseia-se no fato de que os primeiros frevistas, não conduziam guarda-chuvas em bom estado, valendo-se apenas da solidez da armação. Com o decorrer do tempo, esses guarda-chuvas, grandes, negros, velhos e rasgados se vêm transformados, acompanhando a evolução da dança, para converter-se, atualmente, em uma sombrinha pequena de 50 ou 60 centímetros de diâmetro.

Foto: Veetmano Prem/agênciaJCM

[nggallery id=629]

COMMENTS

  • A presidente do Sindvest-PE, Magna Coeli, pondera que pode haver f bricas informais de sombrinhas no estado. Outro ponto que h muitos camale es no setor, empresas que aproveitam para produzir artigos de poca.

Deixe seu comentário