UM BOCADINHO DE VIVER EM PORTUGAL

Sou Anna Maria Salustiano, nascida na cidade de Limoeiro, interior de Pernambuco, jornalista pela Universidade Católica de Pernambuco, Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco UFPE-Brasil, professora, aprendiz, estudante de Doutoramento, na Universidade Lusófona, em Lisboa.

 

 

Por Anna Salustiano

 

 

Biblioteca de Camões

Uma das mais bonitas que já vi nestas terras de cá, é a que recebe o nome do autor do poema: “Os Lusíadas”, do maior representante do Classicismo Português, Luís de Camões. Localizado bem no centro de Lisboa, no Largo do Calhariz, 17, o prédio poderia passar despercebido em meio aos outros se não carregasse consigo um banner discreto em que diz: Bem vindo a Biblioteca Camões. Descobrir. Ilustrar. Emergir. Navegar. E Ler.

Logo na entrada, vemos na parede uma composição de azulejos azul e branco representando a fé e a devoção do clero, da nobreza, numa clara propagação do Cristianismo como religião “instituída” e propagada como oficial.

Em seguida, do lado esquerdo, deparamo-nos com as escadas para ter acesso ao primeiro andar. É lá que estão os livros, revistas, computadores, CDs e DVDs em algumas arcas antigas e estantes mais modernas num misto entre passado e presente, conhecimento e futuro.

Estar ali, é como se o corpo e a cabeça buscasse apenas saciar a constante busca pelo saber, em que a vontade de admirar e manusear aqueles livros, com as páginas bem amareladas, de alguma maneira, satisfizesse o nosso propósito, diante de algo que por si só tem uma grandeza difícil de explicar.

Todas às vezes que entro na Biblioteca Camões, a sensação é de estar em locais diversos quando percorro os corredores e as salas de leitura. O cuidado em não fazer barulho ao andar no piso de madeira, revela que o espaço está sempre cheio, e que as pessoas necessitam de silêncio para realizar aquilo que fazem, na maioria das vezes, na apreciação de livros, nos textos digitados nos notebooks, na cabeça baixa (no cochilo, ou no descanso) para recomeçar a desfrutar das inúmeras obras disponíveis no local, que vão desde Artes, Arquitetura, Comunicação, Religião, Filosofia, Psicologia, Cinema, entre outras.

A Biblioteca conta também com serviço de empréstimo. Basta o leitor apresentar título de residência português, declaração da junta de freguesia e solicitar seu cartão. De posse desse cartão, o cidadão português ou estrangeiro que cá vive, pode retirar livro e em qualquer biblioteca municipal e passar 15 dias com as obras, podendo renovar depois do término do período. Todo o serviço é feito gratuitamente.

Horário de funcionamento:
de terça a sexta, das 10h30 às 18h

Encerra:
domingos, feriados, sábados e segundas e na última 4ª feira de cada mês (das 10h30 às 14h).

Morada:
Biblioteca Camões
Largo do Calhariz, 17 – 1º Esq.
1200-086 Lisboa
(Freguesia da Misericórdia)

Contactos:
Tel.: 218 172 360
E-mail geral: bib.camoes@cm-lisboa.pt
E-mail serviço de empréstimo: bib.camoes.emp@cm-lisboa.pt
E-mail serviço de referência: bib.camoes.ref@cm-lisboa.pt
E-mail espaço infanto-juvenil: bib.camoes.infantil@cm-lisboa.pt

 

Texto : Anna Salustino/Especial para AgênciaJCMazella

Foto: Anna Salustiano/Especial para AgênciaJCMazella

 

Parceria: https://o-tuga.com/

Deixe seu comentário